AUTOMOBILISMORALI

Armindo Araújo Lidera no Alto Tâmega

145views

Nem um “susto” na primeira especial foi obstáculo ao domínio do líder do campeonato. Navegado por Luís Ramalho e aos comandos do Skoda Fabia R5 Evo da “The Racing Factory”, o pentacampeão terminou a primeira etapa no comando da prova.E nem começou da melhor forma. Logo no primeiro troço, designado Alto Tâmega e com 15,06 kms, o piloto falhou “a travagem numa chicane, que nos terá feito perder cerca de dez segundos e com isto, hipotecar a hipótese de vencer logo a abrir”, registando, mesmo assim a terceira melhor marca, a 3,1 segundos de Bruno Magalhães e Carlos Magalhães, que colocaram assim o Hyundai i20 R5 oficial no comando inicial do rali.Mas os 18,72 kms da 2ª PEC (Chaves) assistiram a uma “faena” do líder do campeonato que pulverizou os melhores tempos, ganhando 5,4 segundos aos anteriores líderes, chegando assim ao fecho da primeira etapa na liderança da prova, com 2,3 segundos de vantagem sobre Bruno Magalhães, que também está a realizar uma excelente prova e continua claramente na luta pela vitória.

À chegada ao parque fechado, Armindo Araújo reforçava a ideia de que veio ao Rali Alto Tâmega para “lutar pela vitória da primeira à última classificativa. Estamos confiantes para as restantes classificativas de amanhã, mas nada está ganho. Contudo, é bastante positivo terminar o dia na frente”, afirmou Armindo Araújo.José Pedro Fontes e Inês Ponte estão também a realizar um rali de grande nível. A equipa do Citroen C3 R5 não pareceu nada afetada pela saída de estrada que sofreram durante o “Qualifying” matutino. O 2º tempo na PEC 1 e a 3ª marca alcançada na PEC 2 deram, no somatório, um lugar no pódio, ao fim deste primeiro dia, a 11,8 segundos da liderança. Não estão, de todo, fora da batalha pelo triunfo.

A dupla espanhola Óscar Ortiz/José Bouzas lidera duplamente, na classificação da Peugeot Rally Cup Ibérica e entre os 2R2l. Pedro Antunes e Pedro Alves são os melhores portugueses nas duas competições, ocupando o 2º posto, seguidos logo por Pedro Almeida e Hugo Magalhães, no 3º lugar. As 3 equipas partem para a segunda etapa separadas apenas por 2,4 segundos. Isto promete!Este primeiro dia de prova ficou marcado, ainda, pelo aparato do despiste no troço de Chaves do jovem inglês Ruari Bell, cujo Ford Fiesta 1.0L, devido a um problema técnico (falta de travões), como o piloto mais tarde reconheceu, saiu de estrada e embateu em dois veículos de segurança do rali, daí resultando três feridos ligeiros.

CLASSIFICAÇÃO APÓS A 1ª ETAPA:

1º – Armindo Araújo/Luís Ramalho (Skoda Fabia), 18m17,3s

2º – Bruno Magalhães/Carlos Magalhães (Hyundai i20), a 2.3s

3º – José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen C3), a 11.8

4º – Daniel Berdomás/David Rivero (Citroen C3), a 16,6

5º – Pedro Meireles/Mário Castro (VW Polo GTI), a 22.3

6º – Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda Fabia), a 27.4

7º – João Barros/Jorge Henriques (Citroen C3), a 33.1

8º – Miguel Correia/António Costa (Skoda Fabia), a 36.3

9º – Manuel Castro/Ricardo Cunha (Skoda Fabia)

10º – Ricardo Sousa/Luís Marques (Peugeot 208 GTI), a 1m53,4s

A segunda etapa da prova organizada pelo CAMI terá quatro especiais e um total de 67,26 km disputados ao cronómetro.

Eis o programa para domingo (30 agosto):

Partida (Parque Nadir Afonso) 09h00

PEC 3 – Chaves/Boticas 1 (19,40 km) 09h48

PEC 4 – Boticas 1 (14,23km) 11h09

PEC 5 – Chaves/Boticas 2 13h15

PEC 6 – Boticas 2 – POWER STAGE 14h36

Final (Parque Nadir Afonso) 15h39

Fonte e Imagens: Vmotores